Já escrevi sobre os erros do validador w3c, e expliquei como entender e resolver para validar, o que ele retorna. Para terminarmos o assunto da validação, vamos para o validador de css.

Erro 1a: A propriedade blablabla não existe : valor

Digitamos errado. CSS não é uma linguagem CaSE SeNSiTiVe, porém nomes de propriedades inválidos são ignorados, e não validam.

inPUT{ heiGHtt: 22px; }

Para ficar mais bonito e organizado, seletores, e valores sempre em minúsculo, okay ?

Erro 1b: A propriedade -blablabla não existe : valor

Uso de código proprietário, como os prefixos: -moz, -khtml, -webkit-…. Vem acontecendo muito, com a galera querendo usar o suporte que alguns browsers já estão dando a css3.

Erro 1c: A propriedade blablabla não existe em CSS nível 2.1 mas existe em : valor

De novo, mais um erro ao tentar usar css3. O validador foi projetado para css2.1 ainda. Portanto, os valores ‘liberados’ de css3, que não existiam em css2.1 não validam.

box-shadow:rgba(200,200,200,1) 0 4px 18px;
text-shadow:#fff 0 1px 0;

Erro 1d: A propriedade _blablabla não existe : valor

Famigerados hacks para ie. Adição do underline na frente da propriedade.

Não use esse tipo de hack! Antes de pensar em fazer regras especificas para ‘tal navegador’, veja se não é o teu código que está confuso, ou gerando essa diferença.

_background: ...

Erro 2a: Pseudo-elemento ou pseudo classe :blablabla desconhecido

css3 novamente.. seletores poderosos.. mas ainda não podemos usá-los de forma simples e crossbrowser.

.elemento:disabled {}

Erro 3a: Erro de parseamento blablabla

Escrito de forma incorreta, ou regra proprietária. Aqui vale ressaltar, que é possível resolver qualquer efeito de layout, usando apenas regras válidas e homologadas pela w3c. Não da mesma forma, porém com o mesmo resultado visual.

Erro 3b: Erro de parseamento blablabla

#meuid.umclass {}}

Sobrou um fecha chaves ali. Só resta usar o validador para nos indicar a linha, e corrigirmos o problema.

Erro 3c: Erro de parseamento *blablabla

*padding-top: 0; 

Outro hack para IE. Se for a última alternativa, uma folha externa dentro de um comentário condicional, é muito mais elegante e simples de dar manutenção do que esse tipo de hack.

Erro 4a: Erro de valor : blablabla somente 0 pode ser um(a) length. Você deve declarar uma unidade de medida para o número : valor

‘Esqueci’, de colocar a unidade de medida:

input{ height: 22; }

Erro 4b: Erro de valor : blablabla é uma cor inválida 3 ou 6 números hexadecimais são requeridos valor

‘Posso’, declarar meus elementos como quiser, pois vale lembrar que css também podem ser atrelados a documentos XML. No entanto, os valores devem ser escritos corretamente.

wb { color: #ff; }

Erro 4c: Erro de valor : blablabla Erro de parseamento valor

‘Esqueci’ os dois pontos, entre o seletor e o valor nessa regra.

input { height 22px; }

Erro 5a: Erro de parseamento blablabla

Eu costumo fazer isso. Quando quero testar como ficará o elemento ‘sem uma propriedade’, eu quebro a sintaxe dela, colocando um espaço no meio do seletor, invalidando assim aquela linha, já que se restringirá até o ponto e virgula declarado.

input { hei ght: 22px; }

Eu sei que eu poderia usar a sintaxe de comentário do css, para anular dada regra, ou ainda editar em ‘tempo real’ com o Firebug, porém as vezes é mais simples e direto esse tipo de intervenção.

Ainda assim, fica a dica de algo que pode ser digitado ‘errado’, e cause esse erro visto aqui.

Erro 6a: Erro de valor : blablabla tentativa de encontrar um ponto-e-vírgula antes da propriedade. Coloque o ponto-e-vírgula

Se estivermos na ultima regra de um dado seletor, o ponto e vírgula é optativo, porém não vejo o menor sentido em escolher não declará-lo. A ‘economia’ de digitação, é tão ínfima, que na minha opinião, vale mais apena, sermos rígidos com a sintaxe, e depois não precisarmos quebrar a cabeça, caso tenhamos que adicionar novas regras embaixo, e alguma delas não funcionar.

input {
   height: 22px
   color: #fff;
}

Erro 7a: Seletor ID inválido [#blablabla]

#12id {}

os valores dos atributos HTML, como class e IDs, não devem começar com números por exemplo, ou outro caracter inválido.

Erro 7b: Em CSS1, um nome de classe pode começar com um dígito (“.55ft”), a menos que seja uma dimensão (“.55in”). Em CSS2, tais ids são parseadas como dimensões desconhecidas (com a finalidade de permitir adições futuras de novas unidades). Para que “.blablabla” seja uma classe válida, CSS2 requer que o primeiro dígito seja escapado “blablabla” [blablabla]

.12class {}

Mesma coisa do anterior, porém a mensagem agora é mais completa. Comecemos os valores de IDs e classes, com letras.

Erro 8a: Alerta Algumas cores background-color e color

input {
background : #000;
color : #000;
} 

Mesma cor para fonte, e para fundo, ou seja invisível e ilegível. Gera um alert do validador.

Devemos lembrar que nosso documento precisa ser acessível, mesmo que as imagens não carreguem.

Conforme eu lembrar de mais algum, adiciono aqui.

O importante não é validar.

O verdadeiro motivo de validarmos nossa folha de estilos, é para descobrirmos falhas e erros que demorariamos mais para encontrarmos a olho nu sozinhos. Muitos desses erros, podem gerar comportamentos inesperados, como não funcionar esta ou a próxima regra..

Usemos os validadores a nosso serviço, para nos auxiliar no desenvolvimento do dia a dia.